O câncer de pele é um problema cada vez mais preocupante. Com os raios solares ficando cada vez mais nocivos à saúde da pele, os cuidados para a prevenção de problemas a curto e longo prazo por conta da exposição devem ser redobrados. Mas além do protetor solar e das barreiras físicas como chapéus, roupas leves e de algodão e de não ficar diretamente sob o sol por períodos prolongados, existem alimentos que também ajudam a diminuir o risco de ter o câncer de pele.

Óleo de peixe

Óleo de peixe

O ômega-3 é encontrado em alguns tipos de peixes em abundância e segundo estudos, seu consumo regular pode reduzir pela metade os riscos de desenvolver o câncer de pele, protegendo a cútis sobre os efeitos dos raios solares, tanto em sua saúde, quanto o que tange o seu fotoenvelhecimento.

O ideal é consumir peixes como sardinha, arenque, salmão, truta, bacalhau e linguado diariamente (apenas um tipo por dia). A sardinha e o atum em lata também são válidos, mas devem ser conservados em água. Mas para quem prefere uma alternativa mais prática, cápsulas de ômega-3 também são uma alternativa, mas o consumo por meio da alimentação é mais benéfico.

Érica SantosSaúde e Belezaóleo de peixe,cancer,cancer de pele,oléo,peixe,reduzir risco,risco de cancer
O câncer de pele é um problema cada vez mais preocupante. Com os raios solares ficando cada vez mais nocivos à saúde da pele, os cuidados para a prevenção de problemas a curto e longo prazo por conta da exposição devem ser redobrados. Mas além do protetor solar e...
Compartilhe: